quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Vivendo intensamente

Eu sou uma pessoa impulsiva, verdadeira, não tenho a mínima capacidade de camuflar meus sentimentos, sejam eles quais forem.
Lógico que isso me prejudica muito e pode não raro passar uma imagem equivocada para quem está de fora, só observando.
Não sei se posso colocar essa “sinceridade” no meu pacote de defeitos, mas acredito plenamente que a verdade, por pior que ela seja, sempre é a melhor opção.
Sinto uma dificuldade enorme em controlar os meus ímpetos emocionais, não sei conter um choro ou disfarçar uma gargalhada nos momentos impróprios. Eu sou clara, transparente, não tenho vergonha das minhas fraquezas, não quero ser atriz da minha própria vida.
O que os outros vão pensar? Na realidade, pouco me importa! Se me sinto injustiçada grito, se estou com raiva esperneio, se estou feliz estampo rapidamente um sorriso, se estou triste me entrego ao pranto, se estou com medo passo a suar imediatamente, se estou ansiosa meu coração palpita desesperadamente, se estou pensativa não falo, se estou concentrada não atendo aos chamados, se estou magoada guardo rancor, se estou orgulhosa parabenizo na mesma hora, se estou com fome como o que bem entendo, se estou com sede tomo coca-cola, porque eu adoro e ponto final!
Quem me conhece sabe bem que eu sou assim. Não conte comigo para subir no palco, sou muito mais a vida real!

3 comentários:

Simone disse...

se mais pessoas fossem assim, o mundo seria melhor. bjs

Tata disse...

é isso aí! abaixo o teatro na vida! deixemos-no para os palcos de verdade... :-)

Anônimo disse...

ta precisando atualizar, hem!