quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Paradoxos da vida

A vida é uma mescla de sentimentos, que se confundem no tempo e podem coexistir de uma forma inacreditável. Sim, dois sentimentos podem de fato ocupar o mesmo lugar ao mesmo tempo!
Hoje sinto um exemplo bem concreto dessa miscelânea de sensações. Ao mesmo tempo em que comemoro o aniversário de meu pai, ser tão amado e imprescindível na minha vida, lamento a morte de minha tia tão querida, doce, que se foi há cinco anos, mas que ainda faz uma falta danada.
Logicamente esse dia, desde então, nunca mais pode ser comemorado de forma plena, existindo sempre, ainda que de forma camuflada, uma dor insistente em nossos corações.
O tempo, santo remédio, ameniza grande parte de nossos sentimentos. Com o passar dos anos as boas lembranças superam a dura saudade, e nos confortam como um abraço apartado, que vezes pedimos para nunca acabar.
Tenho certeza de que minha tia, tão lutadora e guerreira, deseja que nós continuemos a comemorar essa data, afinal de contas, entre a tristeza e a alegria, devemos sempre nos guiar pela segunda opção.
A nossa existência é pautada de perdas mesmo, e nem sempre essas perdas escolhem dia e hora, infelizmente. Para nós, frágeis mortais, resta o conformismo, e aquela crença por mim tão desacreditada, de que por algum motivo foi assim.
Espero que meu pai possa curtir essa data da melhor forma possível. Eu seria muito pretensiosa em desejar que as coisas fossem como antes. Acredito, porém, que a maturidade nos ensina a lidar melhor com as adversidades da vida.
Parabéns pai, hoje é um dia feliz, pois há 56 anos atrás o mundo ficou mais iluminado e doce, e nos trouxe de presente uma pessoa linda como você!
Te amo demais.

3 comentários:

Tata disse...

ser humano é bicho complexo. assim mesmo, 'tudo ao mesmo tempo agora'. e essa é, no fundo no fundo, a grande maravilha...
parabéns para o paizão ainversariante!!!

Anônimo disse...

Obrigado minha filha pelos momentos inesqueciveis que voce me proporcionou!!! e obrigado por me rejuvenecer 1 ano, hehehe
beijos
O véio

Lourdes disse...

carol querida,hoje vendo seu blog chorei...chorei de emoção! Lembrei da menininha que eu conheci bebê e agora se transformou numa mulher tão linda em todos os sentidos!!
senti muito orgulho de vc! apesar de nào nos vermos muito vc mora em meu coração. E agora com o ri, a Luana e o Pedro.
Vc escreve bem e transparece a alegria q tem de viver, continue assim. amei!